ESTRADA REAL - CAMINHO DOS DIAMANTES

27 de julho a 1º de agosto de 2021

R$ 790,00
Distância: 300 km (primeiro destino) Tempo de viagem: 06:00h

Dados da viagem

Saída de Belo Horizonte

27/07 - 00:30 Terminal JK

Chegada em Diamantina

27/07 - 06:30

Retorno para Belo Horizonte

01/08 - 14:00 Ouro Preto

Chegada em Belo Horizonte

01/08 - 16:30 Terminal JK

Transporte:

Micro-ônibus executivo 28 lugares Com ar-condicionado e poltronas reclináveis.

Hospedagens

Pousada Serrana, Serro Quartos com TV, ventilador, banheiro e wifi. Pousada da Saudade, Conceição do Mato Dentro Quartos com TV, ventilador, frigobar, banheiro e wifi. Hotel KR, Bom Jesus do Amparo Quartos com TV, ventilador, frigobar, banheiro e wifi. Hotel Líder, Santa Bárbara Quartos com TV, ventilador, frigobar, banheiro e wifi. Hotel Muller, Mariana Quartos com TV, ventilador, frigobar, banheiro e wifi.

Pousada Serrana, Serro
Pousada da Saudade, Conceição do Mato Dentro
Hotel KR, Bom Jesus do Amparo
Hotel Lider, Santa Bárbara
Hotel Muller, Mariana

Atrações do roteiro:

Estrada Real - Caminho dos Diamantes

Entenda como funciona a viagem

A Estrada Real

 

A Estrada Real é a maior rota turística do país. São mais de 1.630 quilômetros de extensão, passando por Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Hoje, ela resgata as tradições do percurso valorizando a identidade e as belezas da região.

 

A sua história surge em meados do século 17, quando a Coroa Portuguesa decidiu oficializar os caminhos para o trânsito de ouro e diamantes de Minas Gerais até os portos do Rio de Janeiro. As trilhas que foram delegadas pela realeza ganharam o nome de Estrada Real.

Os caminhos

 

Caminho dos Diamantes – a nossa viagem
O caminho tinha a intenção de conectar a sede da Capitania, Ouro Preto, à principal cidade de exploração de diamantes, Diamantina.

Caminho Velho
Também chamado de Caminho do Ouro, foi o primeiro trajeto determinado pela Coroa Portuguesa e liga Ouro Preto a Paraty.


Caminho Novo
Criado para servir como um caminho mais seguro ao porto do Rio de Janeiro, principalmente porque as cargas estavam sujeitas a ataques piratas na rota marítima entre Paraty e Rio.


Caminho Sabarabuçu
Distrito de Ouro Preto, o lugar é cercado por esplêndidas paisagens de montanha e lendas que permeiam o imaginário popular.

O passaporte

 

O Passaporte Estrada Real é uma iniciativa do Instituto Estrada Real. Um documento no qual o viajante vai registrar sua passagem pelos Caminhos da Estrada Real, por meio de carimbos iconográficos, nos pontos credenciados. E, completando qualquer dos percursos, terá direito a um Certificado que atestará a sua passagem pelo caminho escolhido.

 

Cada participante ganhará o seu passaporte.

O certificado

 

Para conseguirmos os certificados, teremos que conseguir pelo menos 10 carimbos, em 15 possíveis.

 

Como passaremos por todos os pontos de carimbo conseguiremos tranquilamente os nossos certificados.

 

Requisitos para participar desta viagem: Ser bem humorado, descontraído e de bem com a vida 🙂

Esta não é uma viagem para quem busca conforto!

É uma viagem cansativa, são longos trajetos em estrada de terra, mas sempre com lindas vistas da Serra do Espinhaço e construções históricas.

Para esta viagem limite de vagas para somente 22 pessoas! Somente um micro-ônibus!

Primeiro dia – Diamantina à Serro

 

Total no dia: 67 km

40 km em asfalto

27 km em estrada de terra

Diamantina

Aqui iniciaremos a nossa jornada pela Estrada Real – Caminho dos Diamantes.

Dona de um extenso patrimônio histórico, a cidade é tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) desde 1938 e, em dezembro de 1999, foi consagrada com o título de Patrimônio Histórico da Humanidade, outorgado pela UNESCO.

Igreja Matriz de Santo Antônio
Igreja de São Francisco de Assis

Diamantina Primeiro carimbo dos passaportes

São Gonçalo do Rio das Pedras

De arquitetura colonial e circundada por belíssimas cachoeiras, o distrito do Serro tem cenários dignos de um cartão postal.

A Matriz de São Gonçalo fascina os visitantes por conservar o estilo das construções barrocas do século 18. As praças do distrito reservam recantos às sombras das árvores para o repouso.

Igreja Matriz
Igreja do Rosário

São Gonçalo do Rio das Pedras Segundo carimbo dos passaportes

Milho Verde

Milho Verde ainda mantém um modo de vida tranquilo entre os seus habitantes. Situada nas vertentes da Serra do Espinhaço, um dos mais belos cartões postais do estado. Próximo a Diamantina, o distrito integra roteiros turísticos culturais, históricos e ecológicos. Os maiores destaques da cidade ficam por conta das belas e deliciosas cachoeiras alojadas por entre suas montanhas e vales.

Capela do Rosário
Cachoeira do Carijó

Milho Verde Terceiro carimbo dos passaportes

Serro

Com uma arquitetura tipicamente colonial, Serro chama a atenção tanto de pesquisadores quanto de leigos interessados em história. A cidade, também chamada de Terra do Queijo, devido à produção do famoso Queijo do Serro. Para os amantes do turismo histórico e ecológico, o município é um prato cheio, pois possui um belo acervo, desde museus a festas típicas, todas banhadas com a deliciosa culinária local.

Praça João Pinheiro
Igreja de Santa Rita
Igreja Matriz

Serro Quarto carimbo dos passaportes

Segundo dia – Serro à Conceição do Mato Dentro

 

Total no dia: 89 km 

12 km em asfalto

77 km em estrada de terra

Alvorada de Minas

A charmosa cidade está a 107 km de Diamantina, na região do Vale do Rio Doce, fazendo parte do Circuito dos Diamantes. Além disso, o distrito de Alvorada de Minas é rodeado de belas cacheiras. O local possui folclore rico nas tradições de Bumba Meu Boi, Folia de Reis e Marujada.

Igreja Matriz de Alvorada de Minas
Capela do Senhor dos Passos

Alvorada de Minas Quinto carimbo dos passaportes

Itapanhoacanga

Itapanhoacanga, antigo distrito do Serro do Frio e atual de Alvorada de Minas, que podemos chamar de relíquia. Era um dos mais ricos garimpos de ouro da região, além de ter uma encantadora paisagem.

Igreja Matriz de São José
Capela de Nossa Senhora do Rosário

Santo Antônio do Norte

O Núcleo Histórico de Santo Antônio do Norte foi tombado pela Prefeitura Municipal de Conceição do Mato Dentro-MG por sua importância cultural para a cidade. Também conhecido por Tapera, fica situada em um grande vale, limitado por colinas, recobertas umas de mata-virgem, outras de gramíneas. Ao redor da aldeia do vale não oferece senão traços do trabalho dos mineradores.

Mirante da Tapera
Igreja Matriz

Santo Antônio do Norte Sexto carimbo dos passaportes

Córregos

O povoado de Nossa Senhora Aparecida de Córregos, foi fundado por bandeirantes no início do século XVIII. A localidade se situa num vale, onde seu casario, distribuído por pequena praça e duas ruas, forma um conjunto harmonioso, que guarda o estilo colonial.

Igreja de Nossa Senhora Aparecida
Igrejinha do Cemitério

Conceição do Mato Dentro

Com mais de três séculos, o município possui um imenso patrimônio histórico e natural preservado, além de guardar as características de interior e uma rica tradição religiosa. Na parte histórica, mantém vários bens imóveis seculares preservados, em destaque a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, que reabriu as suas portas no dia 8 de dezembro de 2018, depois de uma das maiores obras de restauração já realizadas neste país nesse tipo de patrimônio. A igreja, que é tombada desde 1948 pelo IPHAN, começou a ser construída em 1702, sendo o início da sua história um marco na formação do município.

Santuário do Bom Jesus de Matozinhos
Igreja Matriz

Santo Antônio do Norte Sexto carimbo dos passaportes

Terceiro dia – Conceição do Mato Dentro à Bom Jesus do Amparo

 

Total no dia: 109 km 

20 km em asfalto

89 km em estrada de terra

Morro do Pilar

Abençoada por uma exuberante natureza, Morro do Pilar é uma sossegada cidade do interior mineiro, a 151 km de Belo Horizonte. Lá, o turista pode desfrutar de belíssimas paisagens e passar momentos agradáveis entre cachoeiras, serras, trilhas e rios. A Serra do Cachimbo chama atenção pelo formato que lhe deu o nome. Além do turismo ecológico, a cidade não deixa a desejar também na área cultural.

Ponte do Sumidouro
Igreja Matriz

Morro do Pilar Oitavo carimbo dos passaportes

Itambé do Mato Dentro

Situada entre as pedras da Serra do Espinhaço, a cidade se destaca pelo forte ecoturismo. Suas diversas cachoeiras, além de proporcionar deliciosos banhos de hidromassagem natural, permitem a prática de esportes radicais como escalada, rafting, rapel, tirolesa, wakeboard, bungee jump, entre outros.

Estrada entre Morro do Pilar e Itambé do Mato Dentro

Itambé do Mato Dentro Nono carimbo dos passaportes

Senhora do Carmo

O distrito é repleto de formações naturais e bons lugares para passeios entre montanhas e cachoeiras. Há também o tranquilo povoado de Serra dos Alves com suas festas tradicionais. As moradoras de Senhora do Carmo são donas de receitas de saborosos quitutes, com as quitandas preparadas em forno de barro, compotas, doces de leite, pés-de-moleque e licores de jabuticaba. O distrito surgiu em 1870 na fazenda das Cobras, a partir da construção de uma capela que, 13 anos depois, seria transferida para o povoado de Nossa Senhora do Carmo.

Igreja Matriz de Senhora do Carmo

Ipoema

O pacato distrito de Ipoema é definido por uma encantadora paisagem natural. É um lugar agradável, cercado por magníficas montanhas, muito verde, além do povo hospitaleiro. A aproximadamente 86 km de Belo Horizonte, Ipoema resguarda maravilhosas cachoeiras, entre elas, uma das mais belas e conhecidas, Cachoeira Alta. Com seus 110 metros de queda d’água, atrai turistas, praticantes de esportes radicais e eventos para o local, que é equipado com boa infraestrutura.

Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição

Ipoema Décimo carimbo dos passaportes

Bom Jesus do Amparo

O nome Bom Jesus do Amparo é uma homenagem à imagem do Senhor do Bom Jesus, adquirida em Amparo, cidade de Portugal, por seu primeiro morador, coronel João da Motta Ribeiro, no século 18. A imagem do menino Jesus com seus 12 anos, considerada uma raridade, encontra-se na Igreja Bom Jesus do Amparo, localizada no centro da cidade. Como lembrança, os visitantes podem levar para casa criativos artesanatos feitos de palha.

Igreja Matriz

Quarto dia – Bom Jesus do Amparo à Santa Bárbara

 

Total no dia: 92 km 

92 km em asfalto

Neste dia trechos em estradas de terra serão alterados para asfalto

Cocais

Pequeno distrito de Barão de Cocais situado a cerca de 100 km de Belo Horizonte, Cocais é cercado de montanhas e belíssimas paisagens. É caracterizado por um lugar típico de interior mineiro, acolhedor e tranquilo. Os belos coqueiros, que se destacam num cenário de muito verde, deram nome à localidade. Dentre as atrações, estão igrejas barrocas tombadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (IPHAN) e casarões coloniais.

Igreja Matriz do Rosário
Igreja de Santana

Cocais Décimo primeiro carimbo dos passaportes

Barão de Cocais

As ruínas e pinturas rupestres encontradas na cidade são de surpreender qualquer visitante. Seis mil anos antes do povoamento da região, Barão de Cocais, situada nas proximidades da Serra do Caraça, a aproximadamente 90 km da capital mineira, já era habitado por indígenas. Fundada no início do século 18, Barão de Cocais se tornou independente de Santa Bárbara em 1943.

Santuário de São João Batista

Santuário do Caraça

Localizado nas cidades de Catas Altas e Santa Bárbara, com área de mais de 11 mil hectares, o local é uma enorme e bem preservada reserva florestal, que pertence à Província Brasileira da Congregação da Missão. O ingresso para visitar o parque tem custo de R$ 10 e os turistas podem permanecer durante todo o dia na região percorrendo trilhas e visitando cachoeiras, além de poderem explorar o próprio santuário, que por si só já é um passseio maravilhoso.

Cachoeira da Cascatinha - 1,5km de trilha no santuário

Santa Bárbara

Aos pés da imponente Serra do Caraça, o local possui uma paisagem bucólica com suas igrejas, capelas e casas históricas. Pacata e tranquila, Santa Bárbara é um ótimo lugar para se visitar. Cidade natal do ex-presidente Afonso Pena, é considerado um dos municípios mais bonitos de Minas Gerais e oferece como atrações turísticas algumas belas construções setecentistas, como a Igreja Matriz de Santa Bárbara.

Igreja de Santo Antônio
Igreja do Rosário

Santa Bárbara Décimo segundo carimbo dos passaportes

Quinto dia – Santa Bárbara à Mariana

 

Total no dia: 74 km 

31 km em asfalto

43 km em estradas de terra

Bicame de Pedra

O Aqueduto Bicame de Pedra foi construído por escravos em 1792, para captar água da Serra do Caraça até Brumado, onde o ouro era extraído e lavado. Hoje ainda restam cerca de 100 metros do monumento. Uma escadaria incrustada na lateral do portal dá acesso à parte superior do aqueduto. Localizado a 12 km de Catas Altas.

Catas Altas

Autêntico por sua simplicidade, o lugarejo está situado a 130 km de Belo Horizonte. Agrega numa mesma paisagem grandes picos, alguns com mais de 2000 metros de altitude, casas coloniais preservadas, ruas de pedras, ruínas de um aqueduto, igrejas coloniais, inclusive com obras de Aleijadinho e mestre Ataíde, belas cachoeiras e um aconchegante clima ameno. O conjunto arquitetônico barroco formado pela Igreja da Matriz e por casas antigas ao redor da praça Monsenhor Mendes, entre outras construções, traz para o presente a história da pequena e bucólica cidade mineira.

Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição
Praça Monsenhor Mendes
Capela de Santa Quitéria

Catas Altas Décimo terceiro carimbo dos passaportes

Morro da Água Quente

O nome do distrito é devido as fontes termais que existiam nas proximidades, porém foram destruídas nas escavações em busca de ouro. O povoado é pequeno, com muitas construções feitas por escravos, como a Igreja de Nosso Senhor do Bonfim e alguns muros de pedras canga. Esses muros são característica marcante do povoado.

Visual da paisagem - Pico do Sol - ponto culminante da Serra do Espinhaço, com 2.072 metros
Igreja do Senhor do Bonfim

Santa Rita Durão

A charmosa cidade está a 107 km de Diamantina, na região do Vale do Rio Doce, fazendo parte do Circuito dos Diamantes. É conhecida pelas históricas fazendas de produção do queijo do Serro, aquele queijo com a massa branquinha e fina e bastante consistente. Características da região, como o clima, a pastagem do gado e o relevo, definem o sabor e a forma de produção do queijo do Serro.

Igreja Matriz
Igreja de Nossa Senhora do Rosário

Antônio Pereira

Entre as montanhas e rios de Minas Gerais, guardando aos pés da Serra Geral, a 14 Km de Ouro Preto, encontra-se o distrito de Antônio Pereira. A região é de grande beleza natural, cercada por montanhas e cachoeiras. As ruínas da Igreja de Nossa Senhora da Conceição, a Gruta de Nossa Senhora da Lapa e o Pico do Frasão são alguns dos locais para visitar em Antônio Pereira.

Gruta da Lapa
Igreja Nossa Senhora da Conceição da Lapa

Mariana

Primeira capital, primeira vila, sede do primeiro bispado e primeira cidade a ser projetada em Minas Gerais. A história de Mariana, que tem como cenário um período de descobertas, religiosidade, projeção artística e busca pelo ouro, é marcada também pelo pioneirismo de uma região que há três séculos guarda riquezas que nos remetem ao tempo do Brasil Colônia.

Praça Minas Gerais
Catedral Basílica da Sé

Mariana Décimo quarto carimbo dos passaportes

Ouro Preto

Uma das mais famosas cidades históricas de Minas, conhecida pela arquitetura barroca, que inclui pontes, fontes e praças, e pelas ruas calcetadas íngremes e sinuosas. A Praça central de Tiradentes recebeu o nome do mártir da independência brasileira. Existem várias igrejas e capelas por toda a cidade, incluindo a Igreja de São Francisco de Assis, do século XVIII.

Praça Tiradentes
Igreja Nossa Senhora do Carmo
Igreja de São Francisco de Assis

Ouro Preto Décimo quinto carimbo dos passaportes

Conclusão do percurso e recebimento do Certificado, emitido pelo Instituto Estrada Real

Programação

Conheça todo o roteiro da nossa viagem:

27/07

00:30 – Saída destino Diamantina

08:00 – Centro Histórico de Diamantina

09:30 – Retirada e primeiro carimbo dos passaportes

10:00 – Saída destino São Gonçalo do Rio das Pedras

10:40 – Igreja Matriz e Igreja do Rosário

11:00 – Carimbo dos passaportes

11:30 – Saída destino Milho Verde

12:00 – Almoço em restaurante em Milho Verde

13:00 – Carimbo dos passaportes

13:30 – Capela do Rosário

14:30 – Cachoeira do Carijó

15:00 – Saída destino Serro

15:45 – Centro Histórico de Serro

17:00 – Carimbo dos passaportes

17:30 – Hospedagem na pousada

Noite livre para passeios pela cidade

28/07

07:30 – Café da manhã estará servido na pousada

08:30 – Saída destino Alvorada de Minas

09:10 – Igreja Matriz de Alvorada de Minas e Capela do Senhor dos Passos

09:30 – Carimbo dos passaportes

09:45 – Saída destino Itapanhoacanga

10:00 – Igreja Matriz de São José e Capela de Nossa Senhora do Rosário – Itapanhoacanga

10:40 – Saída destino Santo Antônio do Norte

11:30 – Igreja Matriz de Santo Antônio do Norte

12:00 – Almoço em restaurante

13:00 – Saída destino Córregos

14:00 – Igreja de Nossa Senhora Aparecida – Córregos

14:40 – Saída destino Conceição do Mato Dentro

15:30 – Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição e Santuário Bom Jesus de Matozinhos – Conceição do Mato Dentro

16:30 – Carimbo dos passaportes

17:00 – Hospedagem na pousada

Noite livre para passeios pela cidade

29/07

07:30 – Café da manhã estará servido na pousada

08:30 – Saída destino Morro do Pilar

10:00 – Igreja Matriz de Morro do Pilar

10:20 – Carimbo dos passaportes

10:30 – Saída destino Itambé do Mato Dentro

12:00 – Igreja Matriz de Itambé do Mato Dentro

12:30 – Almoço em restaurante

13:30 – Carimbo dos passaportes

14:30 – Saída destino Senhora do Carmo

15:00 – Igreja Matriz de Senhora do Carmo

15:15 – Saída destino Ipoema

15:40 – Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição – Ipoema

16:00 – Carimbo dos passaportes

16:15 – Saída destino Bom Jesus do Amparo

16:45 – Igreja Matriz de Bom Jesus do Amparo

17:00 – Hospedagem no hotel

Noite livre para passeios pela cidade

30/07

07:30 – Café da manhã estará servido no hotel

08:30 – Saída destino Cocais

09:20 – Igrejas de Sant’anna e Matriz de Nossa Senhora do Rosário – Cocais

10:00 – Carimbo dos passaportes

10:15 – Saída destino Barão de Cocais

10:40 – Santuário de São João Batista – Barão de Cocais

11:20 – Almoço em restaurante

12:30 – Saída destino Santuário do Caraça

13:00 – Santuário do Caraça

15:30 – Saída destino Santa Bárbara

16:15 – Paróquia de Santo Antônio e Igreja do Rosário – Santa Bárbara

16:50 – Carimbo dos passaportes

17:20 – Hospedagem no hotel em Santa Bárbara

Noite livre para passeios pela cidade

31/07

07:30 – Café da manhã estará servido no hotel

08:30 – Saída destino Bicame de Pedra

09:00 – Bicame de Pedra – Catas Altas

09:30 – Saída destino Catas Altas

10:00 – Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição e Capela de Santa Quitéria – Catas Altas

10:40 – Carimbo dos passaportes

10:50 – Saída destino Morro da Água Quente

11:20 – Igreja do Senhor do Bonfim – Morro da Água Quente

11:40 – Almoço em restaurante na cidade

12:30 – Saída destino Santa Rita Durão

13:00 – Igrejas Matriz e de Nossa Senhora do Nazaré – Santa Rita Durão

13:40 – Saída destino Antônio Pereira

14:20 – Gruta da Lapa e Igreja Nossa Senhora da Conceição da Lapa – Antônio Pereira

15:00 – Saída destino Mariana

15:30 – Catedral da Sé e Praça Minas Gerais – Mariana

16:30 – Carimbo dos passaportes

17:00 – Hospedagem no hotel

Noite livre para passeios pela cidade

01/08

07:30 – Café da manhã estará servido no hotel

09:30 – Saída destino Ouro Preto

10:00 – Centro Histórico de Ouro Preto

12:00 – Almoço em restaurante na cidade

13:30 – Carimbo dos passaportes

14:00 – Retorno para Belo Horizonte

16:30 – Expectativa de chegada em Belo Horizonte

Confirmação e pagamento

Investimento (valor por pessoa):

R$ 790,00

Em até 02 vezes sem juros via depósito ou transferência bancária, com última parcela até 26/07 Ou em até 12 vezes com acréscimos no cartão de crédito

  • No valor estão inclusos:

    Transporte em micro-ônibus ida e volta

    Traslados para as atrações do roteiro

    Hospedagem com café da manhã

    Guia acompanhante da nossa agência

    Seguro contra acidentes no transporte (fornecido pela empresa de transporte)

Comentários estão fechados.
WhatsApp Fale com a gente! :)